Empatia pode ser a chave para combater fake news sobre vacinas

| 17 de outubro de 2020
Foto: Tânia Rêgo

Comunicação deve ser permanente, dizem especialistas

A pandemia de covid-19 aumentou a disseminação de fake news sobre vacinação. Para combater esse problema, é preciso empatia para entender dúvidas e preocupações do público e simplicidade para responder as perguntas com transparência, avaliam especialistas que participaram hoje (17) da Jornada Nacional de Imunizações.

A vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), Isabela Ballalai, defende que é preciso tratar dos temas que preocupam as pessoas, como os efeitos adversos raros previstos na vacinação.

Isabela Ballalai,vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm)
A vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), Isabela Ballalai, defende que é preciso tratar dos temas que preocupam as pessoas – Reprodução YouTube/SBIm

“Nossa comunicação precisa ser tão empática quanto as fake news. Elas são muito atrativas porque são empáticas. Elas falam a língua das pessoas e sabem o que as pessoas pensam”, disse. “Hoje, o mundo não é mais passivo. As pessoas querem entender melhor e querem ouvir isso com clareza.”

Integrante do grupo consultivo da rede pela segurança das vacinas da Organização Mundial da Saúde (OMS), Isabela Ballalai explica que a comunicação sobre o tema deve ser permanente inclusive para que profissionais de saúde estejam capacitados a não hesitar e a recomendar as vacinas.

“Não tem nada pior do que o profissional de saúde pego de surpresa”, afirma ela, que analisa que as fake news apelam a dois elementos que historicamente despertam o interesse das pessoas: as teorias de conspiração e os rumores sobre supostos segredos. “A desconfiança faz parte de nós. E outra coisa que faz parte de nós é a fofoca. Juntar teoria de conspiração e disse-me-disse é tudo que as fake news estão fazendo”.

Infodemia

A cientista comportamental sênior da Divisão de Imunização Global do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), Neetu Abad, destacou que o mundo vive uma “infodemia”, em que o excesso de informações, incluindo as fake news, estão causando confusão, comportamentos de risco e falta de confiança nas autoridades de saúde durante a pandemia.

“Quando estamos lidando com uma pandemia como a de covid-19, essa confiança nas autoridades de saúde é o principal elemento que precisamos fortalecer. E isso está sendo muito afetado pela disseminação de notícias falsas”, disse Neetu Abad, que explicou que o grupo que recusa totalmente as vacinas é pequeno, mas ponderou que a maior parte das pessoas está em um espectro de aceitação passiva ou hesitação às vacinas, sem demandar por elas.

A OMS já manifestou preocupação sobre a “infodemia” de desinformação, que, segundo o diretor-geral, Tedros Adhanom, “se espalha mais rápido e mais facilmente que o vírus, e é tão perigosa quanto”.

Para Netu, há uma série de estratégias que podem ser aplicadas, mas elas partem de entender as dúvidas e hesitações mais comuns e identificar quem são os disseminadores de desinformação e como eles afetam o comportamento de diferentes grupos populacionais.

“Desinformação é um tópico que estamos todos enfrentando. Se tornou rapidamente um assunto importante durante essa pandemia. Uma das primeiras coisas que tentamos fazer é muita escuta”, disse a cientista sobre o trabalho que vem sendo feito no CDC, que busca entender, prioritariamente, a hesitação dos profissionais de saúde.

“Precisamos entender as preocupações, quais desafios podemos ter e antecipá-los, porque, se não vacinarmos bem nossos profissionais de saúde ou se eles não quiserem se vacinar, vamos ter mais dificuldades com a aceitação do público em geral”.

A pesquisadora recomenda que haja total transparência e clareza em relação aos processos de testagem e cuidados com a segurança das vacinas contra a covid-19, assim como sobre as incertezas ainda envolvidas.

“Precisamos ser muito transparentes com o que sabemos e o que não sabemos. Se tentarmos prometer demais, se tentarmos fazer parecer que não há nenhum problema e que é uma solução milagrosa, vamos ter problemas ao longo do tempo. Vai ser problemático para a confiança”, alertou Neetu Abad, que defendeu que os países precisam estar preparados para investigar e comunicar efeitos adversos. “Prometer demais é uma armadilha que precisamos evitar.”

Fonte: Agência Brasil

Category: Brasil, Destaques, Saúde

Comments are closed.

Educação

Projeto da UFS de Lagarto com grupos de vítimas e agressores é institucionalizado como política pública

Projeto da UFS de Lagarto com grupos de vítimas e agressores é institucionalizado como política pública

Objetivo do Gasvid é mostrar os ciclos de violência e trabalhar a responsabilização dos homens dentro desse ciclo O combate à violência contra a mulher em Sergipe recebeu uma nova política pública. O trabalho realizado pela professora Sandra Aiache Menta, do Departamento de Terapia Ocupacional do campus, com os grupos de apoio às mulheres vítimas […]

| 29 de outubro de 2020
UFS: refeitório do campus de Itabaiana será inaugurado nesta sexta

UFS: refeitório do campus de Itabaiana será inaugurado nesta sexta

A Universidade Federal de Sergipe (UFS) vai inaugurar nesta na sexta-feira, 30, às 10h, o refeitório do campus Professor Alberto Carvalho, em Itabaiana. O evento será transmitido pelo canal da TV UFS no YouTube. “O refeitório é fruto de um sonho coletivo de todos os discentes, docentes e técnicos da instituição. O campus completou 14 anos […]

| 29 de outubro de 2020
Colégio Atheneu recebe a maior honraria do Poder Legislativo

Colégio Atheneu recebe a maior honraria do Poder Legislativo

A Medalha da Ordem do Mérito Parlamentar  foi entregue na manhã desta segunda-feira (26) ao Colégio Atheneu Sergipense em celebração ao 150º aniversário de fundação do mais tradicional e primeiro estabelecimento de Instrução Pública da Província de Sergipe. O deputado e presidente da Assembleia Legislativa, Luciano Bispo (MDB), foi o autor da propositura da homenagem. […]

| 26 de outubro de 2020

Economia

Décimo terceiro salário deve injetar R$ 208 bi na economia

Décimo terceiro salário deve injetar R$ 208 bi na economia

O montante é 5,4% inferior ao registrado em 2019, diz CNC O pagamento do décimo terceiro salário aos trabalhadores brasileiros deve injetar R$ 208 bilhões na economia brasileiro neste ano. Em valores reais, o montante é 5,4% inferior ao registrado em 2019, de acordo com estimativa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e […]

| 29 de outubro de 2020
Receita começa hoje a enviar cartas a contribuintes na malha fina

Receita começa hoje a enviar cartas a contribuintes na malha fina

Um total de 334 mil pessoas receberão aviso para se autorregularizarem Um total de 334.338 contribuintes com a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física de 2020 retida na malha fina começarão hoje (29) a receber cartas da Receita Federal. Na correspondência, o Fisco pedirá ao contribuinte que verifique as pendências no processamento da declaração […]

| 29 de outubro de 2020
Semfaz disponibiliza emissão de Nota Fiscal via internet

Semfaz disponibiliza emissão de Nota Fiscal via internet

Para facilitar a vida dos contribuintes aracajuanos, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Fazenda (Semfaz), tem disponibilizado, via internet, uma série de serviços, entre os quais se destaca a possibilidade de emitir notas fiscais. Por causa da necessidade de evitar aglomerações, no contexto da pandemia do novo coronavírus (covid-19), a recomendação […]

| 29 de outubro de 2020

Concursos

Concurso da Câmara de Vereadores de Aracaju é adiado pela segunda vez

Concurso da Câmara de Vereadores de Aracaju é adiado pela segunda vez

A Câmara de Vereadores de Aracaju (CMA) anunciou nesta quinta-feira, 29, o adiamento da aplicação das provas do Concurso Público para provimentos de cargos da Casa Parlamentar. O motivo, conforme nota divulgada à imprensa, é o Decreto Estadual nº 40.688, publicado em 5 de outubro de 2020, no qual prorroga o Estado de Calamidade Pública em […]

| 30 de outubro de 2020
João Eloy anuncia porte de arma e concurso público para a perícia em Sergipe

João Eloy anuncia porte de arma e concurso público para a perícia em Sergipe

O Governo do Estado autorizou a realização de um concurso público para a Coordenadoria Geral de Perícias (Cogerp). Com a autorização, em breve, o trabalho de análises e exames periciais ganhará um importante reforço, que irá contribuir na constante melhoria da segurança pública de Sergipe, que já vem sendo registrada e atestada por entidades nacionais. […]

| 24 de outubro de 2020
Credenciamento de prestadores privados para a realização de mutirão de cirurgias eletivas encerra nesta sexta-feira

Credenciamento de prestadores privados para a realização de mutirão de cirurgias eletivas encerra nesta sexta-feira

Está prevista a contratualização de três mil procedimentos de média complexidade para atender a demanda reprimida que se formou com a suspensão dos serviços eletivos durante a pandemia do novo coronavírus A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que encerra nesta sexta-feira (16), o credenciamento para prestadores privados de serviços de saúde ambulatorial e […]

| 15 de outubro de 2020
banner ad
banner ad