DETRAN

Hepatite A: saiba como se pega o vírus, quais são os sintomas e tratamentos

| 15 de janeiro de 2018

Vírus da Hepatite A Divulgação/Ministério da Saúde

Neste verão, além da habitual preocupação com doenças como a dengue, a população do Rio de Janeiro foi surpreendida com um grande número de pessoas infectadas com o vírus da Hepatite A. Um surto, com concentração especial na comunidade do Vidigal, já registrou 92 casos notificados e 75 confirmados. Ao longo de 2017, em toda a capital, foram registrados 119 casos.

A hepatite é uma inflamação aguda no fígado, que pode ser causada por vírus, bactérias ou agentes tóxicos, como o álcool. Existem cinco tipos identificados de hepatite virais. De acordo com o infectologista Edimilson Migowski, presidente do Instituto Vital Brazil e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), do ponto de vista clínico, não há muita diferença entre as hepatites A, B e C.

“São vários vírus que podem atacar o fígado de forma primária”, explicou à Agência Brasil. Dentre as infecções virais, o que chama atenção na hepatite A é o fato de não evoluir para uma doença crônica, como ocorre com as hepatites B e C.

Apesar disso, ele advertiu que, ainda que tenha uma evolução muito melhor do que as hepatites B e C, o tipo A acaba sendo o principal vilão porque pode causar uma inflamação fulminante ou falência aguda do fígado. Migowski afirmou que a doença, eventualmente, pode evoluir para casos em que há comprometimento do fígado e o paciente pode precisar de um transplante.

O agravamento do quadro pode ocorrer, principalmente, em pacientes idosos ou com alguma doença crônica. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, estima-se que apenas 1% dos casos representa risco de morte, quando evolui para hepatite fulminante.

Sintomas e diagnóstico

Os sintomas iniciais mais comuns da hepatite A são mal estar, dores no corpo, náuseas, dor abdominal, vômitos, olhos e pele amarelados, urina bem escura e fezes claras. Eventualmente, quando o quadro é muito grave, pode causar insuficiência hepática, sangramento e morte, indicou o infectologista.

Segundo o presidente do Instituto Vital Brazil, a hepatite A tem uma evolução em duas fases: primeiro o paciente apresenta um quadro agudo, que dura entre uma e duas semanas. Em seguida, há melhora e depois, uma recaída. A evolução dura de dois a três meses.

Em crianças, em geral, o quadro passa sem sinais e sintomas característicos da doença. “Passam como se fosse uma gripe, mal estar, diarreia, um quadro mais brando”, diz o infectologista.

Somente a partir de exames de sangue é possível confirmar qual tipo de vírus está envolvido naquele quadro infeccioso.

Contaminação

O período de incubação do vírus é de 15 a 50 dias. Ou seja, depois que a pessoa “engoliu” um vírus da hepatite A, por meio de água ou alimento contaminados, ela deverá manifestar a doença de 15 a 50 dias depois.

“A contaminação se dá, basicamente, com água ou alimento contaminado com esgoto. Também pode ser uma transmissão entre pessoas. Às vezes, em uma criança que está contaminada e não tem sinais da hepatite, o vírus contamina as fezes e aí o adulto ao manipular ou fazer higiene dessa criança pode se contaminar ou espalhar esse vírus para aquela população”, explicou Migowski.

Falhas na segurança alimentar ou de água podem ser responsáveis por surtos de hepatite A, como parece ter ocorrido no caso recente da comunidade do Vidigal, em São Conrado, zona sul da capital fluminense. A Vigilância Sanitária apreendeu 169 galões de 20 litros de água contaminados em um bar e um depósito de bebidas do local.

Tratamento

Não existe um tratamento específico para a hepatite A. “Não existe um antiviral que você possa tomar, como tem para gripe e para herpes, por exemplo. Não existe nenhum medicamento que tenha sido comprovado eficaz como antiviral no caso da hepatite A, como tem para hepatite B e C”, destacou Migowski.

Por essa razão, o tratamento é de suporte ao paciente. Ou seja, envolve o uso de analgésicos e remédios para controle de náuseas e vômitos.

Prevenção

A infectologista Karla Ronchini, consultora da Sociedade Brasileira de Infectologia, alerta que a melhor estratégia de prevenção é a higiene, além de saneamento básico. “Basta uma pessoa transmitir que, quem está ao redor, tem muita chance de pegar, principalmente pelo tipo de transmissão, pela falta de cuidados com a higiene, porque ele [o vírus] circula”, explicou.

Por isso é importante, entre outras medidas, lavar as mãos após ir ao banheiro ou trocar fraldas de crianças, e antes de comer ou preparar alimentos. Outra recomendação é cozinhar bem os alimentos antes de consumi-los; lavar bem, com água tratada, clorada ou fervida, os alimentos que são consumidos crus, deixando-os de molho por 30 minutos. Também é necessário lavar adequadamente pratos, copos, talheres e mamadeiras e não tomar banho ou brincar perto de valões, riachos, chafarizes, enchentes ou onde haja esgoto a céu aberto.

Caso haja algum doente com hepatite A na residência, deve-se utilizar hipoclorito de sódio a 2,5% ou água sanitária ao lavar o banheiro. Como a transmissão da hepatite A tem uma relação fecal-oral, Karla explica que fazer sexo oral desprotegido também é um fator de risco.

Vacinação

Existe vacina para a hepatite A, disponível gratuitamente na rede pública de saúde para crianças entre 1 e 2 anos de idade. “É uma vacina segura, eficaz, e pode ser tomada por qualquer pessoa com mais de um 1 ano de idade mas, infelizmente, na rede pública, isso só acontece com crianças”, explicou Migowski.

Segundo o presidente do Vital Brazil, a vacina não é cara, mas ele observou que neste momento não há um laboratório que consiga produzir e entregar para o país uma quantidade muito grande do insumo. “Existe certa dificuldade na obtenção do produto”, disse.

Na rede privada, é possível encontrar a vacina contra hepatite A inclusive para adultos. “Tem uma vacina combinada de hepatite A e B, o que otimiza o esquema de imunização”, apontou.

Contaminação na infância

O infectologista destacou que, no Rio de Janeiro, alguns programas de saneamento do governo estadual em comunidades, como o Favela Bairro, tiveram um efeito positivo para o controle da doença, com ações como a cobertura de valas e coleta de lixo.

A partir dessas intervenções, no entanto, o perfil de infecção é alterado, passando a ser mais comum em adultos. “Antigamente, as crianças infectavam-se muito cedo e, quando chegavam à idade adulta, não se infectavam mais. Só tinham uma vez a hepatite A”, diz.

De acordo com Edimilson Migowski, percebe-se mais os surtos e a circulação da hepatite A hoje do que há 40 anos ou 50 anos, quando a doença acometia principalmente crianças. Agora, tendo em vista que as crianças vêm sendo vacinadas e houve melhora no saneamento básico, muitos moradores que nasceram após as intervenções do Favela Bairro, já em comunidades com melhores condições de saneamento, não se contaminaram na infância. Com isso, aponta Migowski, o quantitativo de adultos vulneráveis é maior.

Há 30 anos, segundo o infectologista, podia-se dizer que 100% dos brasileiros já teriam tido hepatite A. A realidade hoje pode variar de região para região, mas estima-se que, no Rio de Janeiro, entre 20% a 30% da população até 35 a 40 anos já tiveram hepatite A quando crianças.

“Isso significa que existe um quantitativo grande de adultos vulneráveis. E, no adulto, a hepatite A tende a ter maior gravidade e maior riqueza de sinais e sintomas”, explicou.

Fonte: Agência Brasil 

Notícias Relacionadas

MNSL comemora Dia Mundial da Doação de Leite Human... Nesta sexta-feira, 18, a Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), comemora o Dia  Mundial da Doação de Leite Humano. A data oficial é dia 19, no...
SES divulga números relacionados à dengue, chikung... Com base nos informes epidemiológicos divulgados pelo Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES), continua sendo atualizada ...
Darcy Tavares faz balanço dos primeiros 15 dias co... Em entrevista na manhã desta quarta-feira, 16, ao radialista e deputado estadual Gilmar Carvalho, na emissora de rádio Mix FM, durante o programa Fa...
Chegada de medicamentos quimioterápicos ao Huse po... Unidade hospitalar recebeu 400 caixas do fármaco Taxol, através de aquisição feita pela Secretaria da Saúde, após determinação do governador Belivaldo...
MNSL registra 49 partos durante o final de semana Durante os dias 12 e 13, último final de semana, a Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), referência no atendimento a gestante de alto risco e...

Category: Saúde

Comments are closed.

Educação

Coordenação estadual da BNCC promove reunião para discutir documento curricular de Sergipe

Coordenação estadual da BNCC promove reunião para discutir documento curricular de Sergipe

A Coordenação Estadual da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) em Sergipe, com o objetivo de apresentar o histórico das ações já realizadas e auxiliar os articuladores municipais e regionais na elaboração de estratégias eficazes de comunicação, voltadas para cada público que será impactado pelo Currículo de Sergipe, realizou um encontro de integração, nesta terça-feira, 22, […]

| 22 de maio de 2018
Taxa de inscrição no Enem deve ser paga até quarta-feira

Taxa de inscrição no Enem deve ser paga até quarta-feira

Os candidatos que se inscreveram no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) têm até a próxima quarta-feira (23) para fazer o pagamento da taxa de inscrição, de R$ 82, para quem não for isento. O pagamento deve ser feito por meio da Guia de Recolhimento da União (GRU Cobrança), que é gerada ao fim da inscrição. […]

| 22 de maio de 2018
Inscrição para o Enem termina nesta sexta, 18

Inscrição para o Enem termina nesta sexta, 18

Os estudantes que querem fazer a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018 têm até as 23h59 de amanhã (18), no horário de Brasília, para fazer a inscrição, pela internet, na página do participante do Enem. Até as 18h de quarta-feira (16) foram registrados 5 milhões de inscritos. Mesmo os candidatos que pediram isenção […]

| 17 de maio de 2018

Economia

Ministros e Petrobras discutem alta no preço dos combustíveis

Ministros e Petrobras discutem alta no preço dos combustíveis

Pelo segundo dia consecutivo, a alta no preço dos combustíveis é tema de reuniões em Brasília. Os ministros da Fazenda, Eduardo Guardia, e de Minas Energia, Moreira Franco, têm encontro marcado hoje (22), a partir das  9h, com o presidente da Petrobras, Pedro Parente, para uma conversa técnica sobre o assunto. As reuniões ocorrem no momento em […]

| 22 de maio de 2018
BNB e universidades firmam parceria para expansão do Fies

BNB e universidades firmam parceria para expansão do Fies

As instituições particulares de ensino superior interessadas em receber alunos financiados com recursos do Fies devem entrar em contato com as Superintendências Estaduais do Banco do Nordeste. Em Sergipe, 15 instituições estão habilitadas a participar dessa parceria e mais de 586 cursos estão entre os possíveis contemplados. Os períodos de inscrições e de contratações dos […]

| 22 de maio de 2018
Dia do Apicultor: Governo investiu R$ 3,3 milhões e beneficiou 600 produtores sergipanos

Dia do Apicultor: Governo investiu R$ 3,3 milhões e beneficiou 600 produtores sergipanos

Neste 22 de maio, quando se comemora o Dia do Apicultor, o governo do Estado ressalta a importância desses trabalhadores para a segurança alimentar e a economia sergipana Nos últimos seis anos, o governo de Sergipe investiu o valor aproximado de R$ 3,3 milhões no apoio ao pequeno apicultor, alcançando cerca de 600 produtores rurais […]

| 21 de maio de 2018

Concursos

Governo de Sergipe lança PSS´s para Rede Estadual de Ensino

Governo de Sergipe lança PSS´s para Rede Estadual de Ensino

Ao todo, serão 427 vagas ofertadas, das quais 185 destinada a professores dos Centros Estaduais de Educação Profissional Começa nessa sexta-feira, 18, o período das inscrições para o Processo Seletivo Simplificado da Secretaria de Estado da Educação, o PSS da Educação, para o preenchimento de 427 vagas, sendo 100 para executor de serviços básicos, 185 […]

| 18 de maio de 2018
Belivaldo anuncia suspensão de processo seletivo da Saúde

Belivaldo anuncia suspensão de processo seletivo da Saúde

O gestor explicou que a suspensão ocorreu por conta do impacto financeiro que a contratação desses novos profissionais poderia causar ao Estado e que o valor das inscrições será devolvido aos candidatos Nesta quarta-feira (16), durante transmissão ao vivo, através do perfil do facebook do Governo de Sergipe, o governador Belivaldo Chagas anunciou a suspensão […]

| 16 de maio de 2018
Inscrições para os concursos da PM, Bombeiros, Guarda Prisional e Gestor Público são prorrogadas

Inscrições para os concursos da PM, Bombeiros, Guarda Prisional e Gestor Público são prorrogadas

Foram prorrogadas as inscrições para os concursos públicos da Polícia Militar, Corpo de Bombeiro, Guarda Prisional e Gestor Público, que serão realizados pelo governo do Estado, através da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag). De acordo com o secretário da Seplag, Rosman Pereira,objetivando uma maior competitividade, os institutos responsáveis pelos concursos solicitaram a ampliação […]

| 8 de maio de 2018
banner ad
banner ad