Um dos fundadores do MDB em Sergipe, o candidato ao Senado Jackson Barreto foi destaque no jornal Estadão por se manter contrário ao impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff. Em edição publicada nesta quarta-feira (08), o jornal de circulação nacional traçou panorama das alianças do Partido dos Trabalhadores (PT) para as eleições de 2018 e ressaltou o posicionamento de Jackson, governador do Estado à época.

Levantamento feito pelo Estadão mostra que o PT será cabeça de chapa ao governo nas eleições 2018 em seis Estados em coligações com partidos que foram favoráveis ao impedimento. Na mão inversa, outros nove candidatos a governador de siglas que votaram pelo afastamento de Dilma vão ter o apoio do PT.

No caso de Sergipe, o PT comporá chapa com o MDB e o PSD, ambos da base de apoio a Temer. No entanto, o Estadão ressalta que Jackson Barreto, governador à época do afastamento de Dilma, foi contrário ao processo, mesmo sendo do MDB.

“Em Sergipe, o governador Belivaldo Chagas (PSD) disputará a reeleição com Eliane Aquino (PT) como candidata a vice. O partido do ministro Gilberto Kassab (Ciência e Tecnologia) abandonou Dilma na véspera do impeachment e logo aderiu a Temer, mantendo uma representação ministerial – Kassab era ministro das Cidades de Dilma. À época, Chagas era filiado ao MDB e vice do ex-governador Jackson Barreto, candidato a senador. Eles foram contrários ao impeachment, quando a oposição se articulava no Congresso”, traz a publicação.

Na opinião de Jackson, sua trajetória e coerência política mostram que ele sempre esteve a favor da democracia. “ A imprensa nacional só comprova que eu sempre me mantive fiel aos meus princípios políticos, lutando ao lado de quem trabalha pelo desenvolvimento de nosso povo de nosso País. Sou MDB, mas sempre fui contra ao impeachment. Sergipe e minha administração estadual pagaram o preço, a não liberação do Finisa é exemplo disso”.

Confira a matéria na íntegra no link: https://politica.estadao.com.br/noticias/eleicoes,nas-eleicoes-2018-pt-se-alia-a-partidos-que-apoiaram-impeachment,70002436822

Da assessoria