Brasil tem desafio de garantir envelhecimento populacional com qualidade

| 1 de outubro de 2017

Profissões ligadas aos cuidados com os idosos são as profissões do futuro, diz vice-presidente do Conselho Nacional da Pessoa Idosa (CNDPI), Bahij Amin Auh Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Brasil

Neste domingo (1º), comemora-se o Dia Internacional do Idoso. A data foi instituída em 1990 pela Organização das Nações Unidas (ONU) para homenagear os mais velhos e também chamar a atenção para as questões que os envolvem. No Brasil, o desafio é duplo. O país, que era considerado jovem, vive o aumento da expectativa de vida, que está mudando esse quadro. Até 2060, a população com 80 anos ou mais deve somar 19 milhões de pessoas, diz o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Até lá, o país tem o desafio de promover a valorização das pessoas mais velhas e garantir políticas para que elas envelheçam com qualidade.

Vice-presidente do Conselho Nacional da Pessoa Idosa (CNDPI), Bahij Amin Auh afirma que a mudança começa com educação. “O Brasil conquistou a vitória de aumentar a longevidade da sua população. Hoje, vive-se mais – a média de expectativa de vida da população brasileira é de mais de 75 anos. Agora, é preciso um amplo programa educacional, para que toda a população tenha noções básicas sobre o processo de envelhecimento, para que valorize e respeite a pessoa idosa”.

Hoje, já há previsão legal, inclusive no Estatuto do Idoso, de 2003, para que os sistemas escolares trabalhem conteúdos sobre esse tema, mas, segundo Auh, isso não tem sido feito. Representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), ele diz ainda que a promoção dessa valorização passa pela garantia de mais informações para os idosos acerca dos seus próprios direitos.

Outro desafio do país é aumentar a oferta de políticas públicas que garantam que a população idosa envelheça de forma ativa. “Não adianta um corpo vivo. É preciso que a mente e as relações das pessoas idosas estejam em atividade”, afirma. Uma das questões mais relevantes para ele é a política de acolhimento. Diante de mudanças nas configurações sociais, muitos idosos passaram a ficar sem companhia em casa e sem receber os cuidados necessários, conversar ou contar com o apoio da família para desenvolver atividades.

Políticas de acolhimento

De acordo com dados do Sistema Único de Assistência Social (Suas), há, no Brasil, 1.669 instituições de acolhimento de idosos. Muitas pessoas conhecem apenas as instituições de longa permanência, conhecidas popularmente como asilos. Não obstante, existem outros modelos em funcionamento no país, como os centros de convivência, onde idosos que têm autonomia praticam atividades recreativas e aprendem novos ofícios, e os chamados centros-dia, que em geral recebem pessoas que precisam receber algum tipo de atendimento terapêutico.

Tais opções ainda são restritas e estão concentradas em grandes centros urbanos, mas podem ser saídas para a situação vivenciada por muitos idosos que não têm companhia e também para os membros de famílias que precisam ou desejam trabalhar fora de casa, mas têm responsabilidades com os mais velhos.

Atualmente, cerca de 60 mil pessoas usam os diferentes serviços de acolhimento existentes, informa a coordenadora-geral de Serviços de Acolhimento do Ministério do Desenvolvimento Social, Nilzarete de Lima. Apesar de o número ser expressivo, Nilzarete diz que ainda há desconhecimento sobre os serviços e também preconceitos. “É muito presente a ideia de que as pessoas acolhidas nessas instituições são aquelas que não têm mais família e que, por isso, o atendimento dado não é adequado e não respeita a individualidade delas”.

Nilzarete reconhece, contudo, que problemas existem, e diz que tem buscado superá-los. Um problema central é a diversidade de padrões adotados nas instituições, o que está relacionado ao fato de 70% a 80% delas serem ligadas a instituições filantrópicas ou outros tipos de organizações da sociedade civil, explica Nilzarete. O governo federal participa dessa política por meio do cofinanciamento das ações e do estabelecimento de regras de funcionamento.

Nos últimos anos, o governo atua para reordenar a prestação dos serviços. Superando a antiga concepção assistencialista rumo à afirmação da assistência social como direito, diz Nilzarete, “a gente vem trabalhando com uma política de inclusão dos idosos à comunidade e de reordenamento dessas unidades, para que seja adotada uma nova visão, como política de Estado, de direito e de proteção social”. Em vez de um lugar onde os idosos são abandonados ou de um hospital permanente, ela propõe que as instituições sejam a casas dessas pessoas e ofereçam atendimento humanizado.

Para promover essa visão, ela ressalta que o Ministério do Desenvolvimento Social participa de uma câmara técnica que, junto com outras pastas, conselhos de direitos e organizações da sociedade civil, objetiva estudar a rede existente e propor esse reordenamento. Financiamento, estrutura dos locais e características dos serviços ofertados são algumas das questões analisadas. “Queremos que as famílias tenham a segurança de que vão deixar alguém no serviço de atendimento, mesmo o temporário, e de que esse parente vai ser cuidado”, afirma.

Formação profissional

Outro desafio para que os idosos recebam atendimento de qualidade é a qualificação profissional de quem trabalha com essa população. “As profissões ligadas aos cuidados com os idosos são as profissões do futuro. O envelhecimento da população vai gerar o aumento das oportunidades de trabalho para pessoas que cuidem dos idosos”, alerta Bahij Amin Auh.

Tal percepção, contudo, ainda não foi absorvida a contento pelas instituições de ensino. Vice-presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia de São Paulo, Carlos André Uehara avalia que muitos profissionais em atuação não receberam formação com um olhar gerontológico. Exemplo disso é a abordagem que infantiliza o idoso, que ele considera inadequada.

Além disso, Uehara explica que o modelo de atenção à saúde atual é baseado na busca da cura de doenças agudas, enquanto cresce o número de idosos que convivem com doenças crônicas, como hipertensão, diabetes e doenças respiratórias. Nestes casos, o que resolve “não é uma consulta de 2 minutos, que passa remédio e marca retorno – é preciso mais acompanhamento”.

Fonte: Agência Brasil

Notícias Relacionadas

Rodrigo Maia marca votação da reforma da Previdênc... Brasília - Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, durante sessão plenária sobre a Medida Provisória (MP) 795/17, de incentivo à indústria petrolífera (W...
Michel Temer faz apelo a prefeitos para que apoiem... Brasília - O presidente Michel Temer discursa durante reunião com dirigentes da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e prefeitos de todo o país...
Anvisa libera serviço de vacinação em farmácias de... Farmácias e drogarias de todo o país vão poder ofertar o serviço de vacinação - Marcello Casal Jr/Agência Brasil Farmácias e drogarias de todo o paí...
Tribunal marca julgamento da apelação de Lula para... Foto: Fábio Wronski O Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região, sediado em Porto Alegre, marcou para 24 de janeiro de 2018 o julgamento da apela...
Temer: se não tiver votos, reforma da Previdência ... O presidente Michel Temer - foto: Antonio Cruz/Agência Brasil O presidente Michel Temer disse hoje (12) que se houver os 308 votos necessários para ...

Category: Brasil

Comments are closed.

Educação

Duas escolas públicas de Sergipe são as melhores do país em média de notas no ranking nacional do Enem de 2016

Duas escolas públicas de Sergipe são as melhores do país em média de notas no ranking nacional do Enem de 2016

Para se chegar a este resultado, foram consideradas todas as escolas da rede pública do Brasil, com mais de 90 alunos matriculados no Ensino Médio e Indicador Socioeconômico Médio Um dos maiores jornais de circulação do país, Folha de São Paulo (Folha), trouxe a público em sua edição impressa desta terça-feira, 12, as médias por […]

| 13 de dezembro de 2017
Inscrições no Sisu começam no dia 29 de janeiro

Inscrições no Sisu começam no dia 29 de janeiro

As inscrições na primeira edição de 2018 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) terão início no dia 29 de janeiro e vão até as 23h59 de 1º de fevereiro de 2018. Serão oferecidas 239.601 oportunidades em 130 instituições, entre universidades federais, institutos federais de educação, ciência e tecnologia e instituições estaduais. O Sisu é o […]

| 12 de dezembro de 2017
Governo de Sergipe e Confederação Nacional de Bandas de Fanfarras promovem XXIV Campeonato Nacional de Bandas e Fanfarras

Governo de Sergipe e Confederação Nacional de Bandas de Fanfarras promovem XXIV Campeonato Nacional de Bandas e Fanfarras

O Campeonato Nacional de Bandas e Fanfarras 2017 será realizado nos próximos sábado e domingo (9 e 10/12) e reunirá em Aracaju (SE), em torno de quatro mil pessoas e aproximadamente 60 bandas e fanfarras oriundas de 15 estados da federação. Segundo explicou o maestro Rivaldo Dantas, presidente da CNBF e diretor da Banda Interescolar […]

| 5 de dezembro de 2017

Economia

Banese oferece crédito para despesas com educação

Banese oferece crédito para despesas com educação

Os valores máximos para a contratação do crédito vão até R$ 4 mil, a depender da capacidade de pagamento do cliente e análise de crédito O Banco do Estado de Sergipe (Banese) dispõe de crédito parcelado, o Credi-Educação, com o qual os correntistas poderão comprar material escolar, bem como realizar o pagamento das matrículas escolares […]

| 12 de dezembro de 2017
Governo dá prosseguimento a pagamento de servidores nesta terça, dia 12

Governo dá prosseguimento a pagamento de servidores nesta terça, dia 12

Calendário de pagamento teve início dia 01 O governo do Estado dá prosseguimento ao pagamento de servidores estaduais nesta terça-feira, 12. Nessa data, recebem os servidores da Emdagro, Cohidro, Emgetis, Emsetur, Codise, Cehop, Pronese, celetistas e servidores das Fundações de Saúde e servidores do Samu, DER, Adema, Jucese, Detran, ITPS, Fundação Aperipê, Fundação Renascer,  Fapitec, […]

| 11 de dezembro de 2017
Tarifa branca de energia entra em vigor dia 1º, mas consumidor deve ter cautela

Tarifa branca de energia entra em vigor dia 1º, mas consumidor deve ter cautela

Com entrada em vigor prevista para 1º de janeiro do ano que vem, a tarifa branca de energia elétrica pode representar uma diminuição no valor da conta de luz para os que consumirem menos nos horários de pico (entre as 19h e as 21h. A adesão é opcional. A Associação Brasileira de Distribuidores de Energia […]

| 6 de dezembro de 2017

Concursos

Concurso da Alese é assinado no Gabinete da Presidência

Concurso da Alese é assinado no Gabinete da Presidência

Um marco histórico para a Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe ocorreu nesta terça-feira, dia 12 de dezembro de 2017. É que o deputado Estadual, e presidente da Casa Legislativa, Luciano Bispo, assinou  junto a Fundação Carlos Chagas, contrato para  realização do  primeiro Concurso Público da Alese. Além de diversos deputados, a Solenidade de Assinatura […]

| 12 de dezembro de 2017
Pelo menos 87 concursos com inscrições abertas reúnem mais de 23 mil vagas pelo país

Pelo menos 87 concursos com inscrições abertas reúnem mais de 23 mil vagas pelo país

Vagas são para todos os níveis de escolaridade; São Paulo e Minas Gerais são os estados com mais concursos abertos Nesta segunda-feira (11), ao menos 11 órgãos abrem inscrições para mais de 982 vagas e formação de cadastro de reserva para cargos de nível fundamental, médio, técnico e superior. Veja quais são: Prefeitura de Guarapari […]

| 11 de dezembro de 2017
Concursos: pelo menos 12 órgãos abrem inscrições para mais de 2.800 vagas nesta segunda

Concursos: pelo menos 12 órgãos abrem inscrições para mais de 2.800 vagas nesta segunda

Os salários chegam a R$ 10.871,13 na Prefeitura de Tijucasdo Sul (PR). Ao menos 12 órgãos abrem inscrições nesta segunda-feira (4) para mais de 2.800 vagas e formação de cadastro de reserva em cargos de nível fundamental, médio e superior. Os salários chegam a R$ 10.871,13 na Prefeitura de Tijucas do Sul (PR), que abriu […]

| 3 de dezembro de 2017
banner ad
banner ad