Ana Lúcia analisa violência e machismo a partir do assassinato brutal de professora em Campo do Brito

| 13 de setembro de 2017

Foto: Jadilson Simões

Em seu pronunciamento da tribuna da Assembleia Legislativa, a deputada estadual Ana Lúcia classificou como “barbaridade” o assassinato da professora Ivania Santana Souza Oliveira, que atuava na área pedagógica do Colégio Estadual Guilherme Campos, no município de Campo do Brito. Ivania foi brutalmente assassinada no estacionamento da escola, na noite desta terça-feira, 12.

Mais do que prestar sua solidariedade à família e aos amigos de Ivania, Ana Lúcia cobrou apuração do caso e fez uma profunda análise sobre o individualismo e o autoritarismo nas relações e a falta de controle do comportamento humano, que gera tanta violência na sociedade patriarcal, de consumo e preconceituosa em que vivemos.

Ana Lúcia ressaltou que, apesar de o homicídio ter ocorrido no ambiente escolar, não foi cometido por estudantes nem foi motivado por questões relacionadas ao cotidiano da escola. “Não vamos aceitar especulações de que o crime foi cometido por estudantes. Quando Ivania estava em sala de aula, era uma professora muito querida”, argumentou.

Para a parlamentar, a escolha do local do crime não foi à toa, é reflexo do descaso com a escola, instituição estratégica para a sociedade que, ao seu ver, está sendo tratada de forma vulgar e leviana. “A escola foi o espaço escolhido porque está banalizada, vulgarizada. As autoridades não estão respeitando os professores, os estudantes e os servidores”, resumiu.

“Na medida em que a sociedade está perdendo os limites da convivência social – sendo cada vez mais violenta – e que a escola é o principal espaço de socialização da criança, este local está sendo escolhido para ser o palco das tragédias da nossa sociedade”, defendeu, ao passo que exemplificou outros casos de agressão: a professora que teve seu carro queimado na escola em que lecionava, em Nossa Senhora do Socorro; a bala perdida que atingiu um professor, por uma briga entre dois estudantes; o caso de suicídio da professora que estava há três meses sem salário; e o caso do professor Carlos Christian, que levou cinco tiros em sala de aula, tornando-se paraplégico e hoje representa símbolo de resistência à violência na escola.

Ela cobrou medidas no âmbito da Comissão de Educação, Cultura e Desporto da ALESE, da Frente Parlamentar de Defesa da Mulher e da TV ALESE. “Precisamos ter um programa sistemático sobre a violência contra as mulheres e a população LGBT. Não é possível enfrentar os preconceitos se o poder público não atua de forma sistemática para enfrentar o problema, não pode ser uma intervenção episódica. Precisamos de um programa sistemático para desconstruir esta cultura e construir uma nova cultura”, cobrou Ana Lúcia.

O feminicídio é fruto de uma cultura machista, que por sua vez é muito violenta. “A violência simbólica  – adjetivar, desqualificar, estigmatizar – é frequentemente encarada como uma coisa normal. Em geral, a violência contra a mulher começa pela violência psicológica e termina com a violência física”, lamentou a deputada.

É preciso avançar na negociação sobre previdência estadual

Ana Lúcia usou parte do seu tempo para cobrar o avanço das negociações sobre a situação da previdência do Estado. “Votei a favor do projeto exatamente pela sensibilidade do presidente da casa, mas estamos começando a ficar preocupados”, apontou. Ela explicou que a negociação entre os trabalhadores e o poder público foi aberta a partir da retirada de votação de uma emenda de sua autoria que garantiria o aporte, por parte do Governo, de 50% do que vinha sendo utilizado no fundo da previdência para a capitalização deste fundo.

Ana explicou que o cálculo atuarial e os estudos apresentados pela Caixa Econômica Federal mostram que sua emenda estava correta. “A projeção da Caixa é ainda mais draconiana do que as nossas: especulávamos que o recurso acumulado atualmente no Fundo permitira sua sobrevivência por cerca de um ano e meio. A caixa demonstrou, por meio de seus estudos, que este período é de apenas seis meses”, alertou.

Segundo a deputada, o presidente do TCE, Clovis Barbosa, está dialogando com a ALESE para que se crie um Grupo de Trabalho formado por especialistas e técnicos de Sergipe e do Brasil a fim de elaborar um estudo diagnóstico da situação do fundo e de suas necessidades de capitalização. “Essa questão da previdência precisa ser resolvida, senão a crise social será ainda maior”, avaliou a deputada.

Por Ascom Parlamentar

 

Notícias Relacionadas

Prefeito de Itabaiana se coloca à disposição para ... O prefeito de Itabaiana Valmir de Francisquinho colocou seu nome à disposição do agrupamento da oposição para disputar o governo do estado nas eleiç...
Vereadores entregam revisão do Regimento Interno d... Foto: Gilton Rosas Com o objetivo de alterar e modernizar o Regimento Interno da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), alguns vereadores entregaram na ...
Bigode defende a regulamentação do táxi-lotação na... Foto: Gilton Rosas  Engajado em ajudar os motoristas de táxi-lotação, o vereador Bigode do Santa Maria (PMDB) fez um discurso nesta quinta-feira, 14...
“Alguém está emperrando a CPI da Saúde”, denuncia ... Foto: César de Oliveira O vereador Lucas Aribé (PSB) subiu à Tribuna da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), na sessão desta quarta-feira, 13, para cr...
Anderson: “O Governo não cansa de desrespeitar os ... Foto: Gilton Rosas Em tom de indignação, o vereador Anderson de Tuca (PRTB) ocupou a Tribuna do Legislativo Municipal, durante o Pequeno Expediente,...

Tags: ,

Category: Política

Comments are closed.

Educação

Duas escolas públicas de Sergipe são as melhores do país em média de notas no ranking nacional do Enem de 2016

Duas escolas públicas de Sergipe são as melhores do país em média de notas no ranking nacional do Enem de 2016

Para se chegar a este resultado, foram consideradas todas as escolas da rede pública do Brasil, com mais de 90 alunos matriculados no Ensino Médio e Indicador Socioeconômico Médio Um dos maiores jornais de circulação do país, Folha de São Paulo (Folha), trouxe a público em sua edição impressa desta terça-feira, 12, as médias por […]

| 13 de dezembro de 2017
Inscrições no Sisu começam no dia 29 de janeiro

Inscrições no Sisu começam no dia 29 de janeiro

As inscrições na primeira edição de 2018 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) terão início no dia 29 de janeiro e vão até as 23h59 de 1º de fevereiro de 2018. Serão oferecidas 239.601 oportunidades em 130 instituições, entre universidades federais, institutos federais de educação, ciência e tecnologia e instituições estaduais. O Sisu é o […]

| 12 de dezembro de 2017
Governo de Sergipe e Confederação Nacional de Bandas de Fanfarras promovem XXIV Campeonato Nacional de Bandas e Fanfarras

Governo de Sergipe e Confederação Nacional de Bandas de Fanfarras promovem XXIV Campeonato Nacional de Bandas e Fanfarras

O Campeonato Nacional de Bandas e Fanfarras 2017 será realizado nos próximos sábado e domingo (9 e 10/12) e reunirá em Aracaju (SE), em torno de quatro mil pessoas e aproximadamente 60 bandas e fanfarras oriundas de 15 estados da federação. Segundo explicou o maestro Rivaldo Dantas, presidente da CNBF e diretor da Banda Interescolar […]

| 5 de dezembro de 2017

Economia

Banese oferece crédito para despesas com educação

Banese oferece crédito para despesas com educação

Os valores máximos para a contratação do crédito vão até R$ 4 mil, a depender da capacidade de pagamento do cliente e análise de crédito O Banco do Estado de Sergipe (Banese) dispõe de crédito parcelado, o Credi-Educação, com o qual os correntistas poderão comprar material escolar, bem como realizar o pagamento das matrículas escolares […]

| 12 de dezembro de 2017
Governo dá prosseguimento a pagamento de servidores nesta terça, dia 12

Governo dá prosseguimento a pagamento de servidores nesta terça, dia 12

Calendário de pagamento teve início dia 01 O governo do Estado dá prosseguimento ao pagamento de servidores estaduais nesta terça-feira, 12. Nessa data, recebem os servidores da Emdagro, Cohidro, Emgetis, Emsetur, Codise, Cehop, Pronese, celetistas e servidores das Fundações de Saúde e servidores do Samu, DER, Adema, Jucese, Detran, ITPS, Fundação Aperipê, Fundação Renascer,  Fapitec, […]

| 11 de dezembro de 2017
Tarifa branca de energia entra em vigor dia 1º, mas consumidor deve ter cautela

Tarifa branca de energia entra em vigor dia 1º, mas consumidor deve ter cautela

Com entrada em vigor prevista para 1º de janeiro do ano que vem, a tarifa branca de energia elétrica pode representar uma diminuição no valor da conta de luz para os que consumirem menos nos horários de pico (entre as 19h e as 21h. A adesão é opcional. A Associação Brasileira de Distribuidores de Energia […]

| 6 de dezembro de 2017

Concursos

Concurso da Alese é assinado no Gabinete da Presidência

Concurso da Alese é assinado no Gabinete da Presidência

Um marco histórico para a Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe ocorreu nesta terça-feira, dia 12 de dezembro de 2017. É que o deputado Estadual, e presidente da Casa Legislativa, Luciano Bispo, assinou  junto a Fundação Carlos Chagas, contrato para  realização do  primeiro Concurso Público da Alese. Além de diversos deputados, a Solenidade de Assinatura […]

| 12 de dezembro de 2017
Pelo menos 87 concursos com inscrições abertas reúnem mais de 23 mil vagas pelo país

Pelo menos 87 concursos com inscrições abertas reúnem mais de 23 mil vagas pelo país

Vagas são para todos os níveis de escolaridade; São Paulo e Minas Gerais são os estados com mais concursos abertos Nesta segunda-feira (11), ao menos 11 órgãos abrem inscrições para mais de 982 vagas e formação de cadastro de reserva para cargos de nível fundamental, médio, técnico e superior. Veja quais são: Prefeitura de Guarapari […]

| 11 de dezembro de 2017
Concursos: pelo menos 12 órgãos abrem inscrições para mais de 2.800 vagas nesta segunda

Concursos: pelo menos 12 órgãos abrem inscrições para mais de 2.800 vagas nesta segunda

Os salários chegam a R$ 10.871,13 na Prefeitura de Tijucasdo Sul (PR). Ao menos 12 órgãos abrem inscrições nesta segunda-feira (4) para mais de 2.800 vagas e formação de cadastro de reserva em cargos de nível fundamental, médio e superior. Os salários chegam a R$ 10.871,13 na Prefeitura de Tijucas do Sul (PR), que abriu […]

| 3 de dezembro de 2017
banner ad
banner ad